Nossas redes sociais

Em nova fase na carreira, Drowned Men lança álbum maduro

Música

Em nova fase na carreira, Drowned Men lança álbum maduro

O segundo álbum de uma banda é quando os artistas sentem mais liberdade para criar e reafirmar o seu caminho na música. Com a Drowned Men não foi diferente. Mesmo durante a pandemia, os músicos belorizontinos seguiram na busca de um som que soasse tecnicamente evoluído, denso e experimental em “Abyssal”. Com nove faixas, o álbum traz participações de Cláudio Valentin, da Não Não-Eu, e a produção musical do Fabrício Galvani, que estimulou a criação do disco maduro, sucessor de “Bats” (2020). O trabalho contará com show de lançamento, realizado no SESC Palladium, em Belo Horizonte (MG), neste domingo (05/12). Mais informações no fim do texto.

 

“Este novo disco é muito mais trabalhado, melódico, ousado e sombrio que o anterior. Meu desejo era que esse álbum tivesse coisas mais darks e atmosféricas e que conversassem com esse novo conceito, e que tivesse como influências o lado mais soturno do pós-punk, caracterizado pela predominância das linhas de baixo, elementos tribais e ambiências. Não possuímos uma fórmula e nem somos completos, e neste disco nos permitimos testar novas linguagens e formas de expressão. Qual a graça de se fazer o mesmo disco de novo?”, indaga Adriano Bê, vocalista da Drowned Men.

  

O início da ideia de reinvenção da Drowned Men, veio da produtora da banda, Raquel Batista. A concepção criativa partiu da ideia de mergulho no abismo, brincando com a ideia de Drowned (traduzido para o português como afogado), com a imersão na sonoridade e nas influências da Drowned Men.

 

“Quando a ideia de produzir um novo disco com a Drowned Men surgiu, eu quis entender primeiro por que caminhos a banda gostaria de seguir, inclusive na sonoridade. Foi consenso entre eles que um som mais denso e mais dark era o caminho natural que se desenhava. Então se já estávamos afogados, pensei em como poderíamos ir mais fundo nisso, no post-punk e nas referências estéticas mais sombrias. Logo me veio à mente o nome e a ideia de Abyssal, mantendo a conexão da Drowned Men com o mar e com a escuridão ao mesmo tempo (risos)”, conta Raquel Batista, produtora da banda.

 

O período de criação do disco durante a pandemia serviu como aprendizado para todos da banda, que também encararam esse período como um desafio que levou ao amadurecimento da Drowned Men

 

“Como guitarrista, seguí nos arranjos o norte das composições, de acordo com o clima do disco, letras e melodia. Todas as inspirações dos trabalhos anteriores estão presentes aqui, só que há um conceito e uma mensagem por trás de tudo, que seria: ‘deixai toda a esperança, ó vós que entrai’ (risos). O desafio desse álbum acredito que tenha sido saber direcionar bem tudo o que cada um gosta para chegarmos ao que o álbum deveria ser.”, avalia John Silva, guitarrista.

 

 

A capa misteriosa de “Abyssal” é uma ilustração do João Vittor Pedroza, também responsável pela capa do single “On This Halloween”. A imagem é inspirada na lenda marinha Umib?zu (ume que significa “mar” e o caractere que se traduz como “monge budista”). Ele é um youkai japonês, que vive no oceano e amaldiçoa o navio de qualquer pessoa que falar com ele.

 

Ficha Técnica

 

O disco Abyssal é um lançamento independente da Drowned Men, que conta com os músicos Adriano Bê (voz), Adriano JS (baixo), Gabriel Martins (baterias), John Silva (guitarra) e Joey Blasmain (guitarra). O álbum teve produção geral de Raquel Batista e produção musical de Fabrício Galvani, sendo gravado, mixado e masterizado no Estúdio Galvani, em Belo Horizonte (MG). Também participaram Cláudio Valentin (sintetizadores) e Raquel Batista (backing vocal). O projeto gráfico do disco é de Lucas Medeiros. O lançamento contou com o apoio do Coletivo Lança e foi produzido com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

 

Conheça a Drowned Men

 

A Drowned Men é uma banda mineira de post-punk, fundada em 2018 e que traz em sua discografia o EP “Ashes” (2019) e o disco de estreia, “Bats” (2020). O quinteto usa do minimalismo e experimentalismo em suas canções, que falam de medos, vícios e também esperança. Entre as influências musicais estão clássicos do post-punk como Bauhaus, Echo and The Bunnymen, Siouxsie and the Banshees, The Cure e ainda bandas nacionais como o Legião Urbana e o Ira!, também fortemente influenciadas pelo gênero.

 

Show de Lançamento

 

O disco “Abyssal” será lançado em um show presencial neste domingo (05/12), às 18h, no SESC Palladium, em Belo Horizonte (MG). No repertório estarão as canções do álbum que serão apresentadas pela primeira vez ao vivo e ainda músicas conhecidas do público como Bats e Beyond the Rage, de trabalhos anteriores. Os ingressos estão disponíveis no Sympla, com valores que variam de 12 a 30 reais. Mais informações em: https://bileto.sympla.com.br/event/70213/d/116258/s/682177 

 

Ouça “Abyssal”

 

Youtube: https://youtu.be/3-gzViugJDI

Bandcamp: https://drownedmen.bandcamp.com/album/abyssal

 

Acompanhe a Drowned Men

 

Instagram: https://www.instagram.com/drownedmen/

Facebook: https://www.facebook.com/drownedmenband

YouTube: https://www.youtube.com/c/DrownedMen

Comentários

Mais em Música

Topo